As Maiores Torcidas de Campinas


Nesse mês, teve início a 15ª edição do Campeonato Brasileiro por pontos corridos. E, para darmos o pontapé inicial no nosso blog, vamos começar com um tema descontraído e querido pela maioria (sim, temos dados estatísticos para dizer a maioria) dos brasileiros. Esse tema que sempre rende muita resenha: o futebol. Mais especificamente, suas torcidas.


Que a maior torcida do Brasil é a do Flamengo, todos já estamos cansados de saber. Para apresentar um resultado diferente, realizamos uma pesquisa em Campinas/SP, cidade sede do Instituto Guimarães e lar de uma das maiores rivalidades do futebol nacional: o Derby “Guarani x Ponte Preta”.


Qual é, então, a maior torcida de Campinas?


Abaixo, o Ranking das torcidas campineiras ao final de 2016, data da pesquisa:



O Corinthians, segunda maior torcida nacional e maior no estado de São Paulo, é também a maior torcida de Campinas.


Analisando os resultados por faixa etária, a preferência entre os jovens de 16 a 24 anos continua total pelo Timão, que "perde" torcida conforme a idade vai aumentando.


Na contramão, Santos e Palmeiras contam com poucos torcedores jovens, e são mais queridos entre os mais velhos, sendo mais de 25% da torcida alviverde acima dos 60 anos. Para os santistas, esse número ultrapassa os 35%.


Já a torcida paulista do Flamengo conta com seus 3% em praticamente todas as faixas de idade.


Com relação ao sexo, podemos dizer que a torcida masculina está mais presente no futebol. Entre as mulheres, 43% não torcem para ninguém, enquanto apenas 20% dos homens não declaram amor a nenhum time.


Todos os times contam com uma torcida majoritariamente masculina, exceto o São Paulo, cuja torcida é 60% feminina, e a Seleção Brasileira, com 77%.

OS MAIORES TIMES DE CAMPINAS

Deixando de lado os números gerais, vamos nos deter nos dois grandes times de Campinas.


A Ponte Preta vem realizando ótimos campeonatos nos últimos tempos, chegando à final da Copa Sul-Americana em 2013 e disputando o Campeonato Paulista desse ano contra o Corinthians.


O Guarani também vem de bons resultados. Após um período de quatro anos na Série C (terceira divisão do Campeonato Brasileiro), conseguiu acesso à Série B neste ano. Além de ser o único time campineiro a ter conquistado um Campeonato Brasileiro da primeira divisão, em 1978.


Sobre essa dupla, também podemos observar resultados interessantes na pesquisa. Já vimos que atualmente a torcida da Ponte Preta (12,1%) leva uma vantagem em tamanho com relação a do Guarani (6,3%).


A seguir, você acompanha esse resultado estratificado por sexo, faixa de idade, grau de instrução e renda:


Os dois times de Campinas possuem uma distribuição bastante semelhante tanto entre os sexos, quanto entre as faixas etárias.

Considerando o grau de escolaridade, os torcedores da Ponte Preta são maioria entre aqueles com Ensino Médio completo ou Superior Incompleto, enquanto que, entre aqueles com Superior Completo, a grande maioria é torcedora do Guarani.

Apesar do senso-comum entre os torcedores ditar que, de fato, a torcida mais popular seja a da Ponte Preta (mais que o dobro entre aqueles que ganham até 1 salário mínimo), os torcedores mais ricos também são, na verdade, os da Ponte Preta. Ao passo que os do Bugre ganham em torcida nas faixas intermediárias.


Essa foi a nossa primeira pesquisa divulgada no blog do Instituto Guimarães.


Nesta pesquisa foram entrevistados 601 moradores do município de Campinas. Todas as entrevistas foram realizadas no dia 20 de setembro de 2016. A pergunta foi: “Para qual time você torce?”. (Aqui foram considerados torcedores da Seleção Brasileira somente aqueles que responderam “Seleção Brasileira”, “Seleção”, “Brasil”, etc. em primeiro lugar, antes de qualquer time). A margem de erro máxima para os resultados globais é de 4,0 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro de um intervalo de confiança de 95,0%.

#Pesquisa #Torcida #Campinas #Futebol #Guarani #PontePreta

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Tags
Nenhum tag.

Instituto Guimarães © 2017

  • LinkedIn Instituto Guimarães
  • Facebook Instituto Guimarães